A importância da equipe na construção da marca

17 abril 2019

Certamente, em alguma relação profissional ou comercial, você já se deparou com situações marcantes (positiva ou negativamente) no quesito atendimento, seja presencialmente, por telefone ou e-mail. A grande questão é que a sua experiência positiva seguramente elevou o conceito da marca e o oposto ocorreu com a sua percepção de marca em relação ao mau atendimento.

Bom, esse simples exercício que envolve experiências pessoais, pode nos ensinar muito sobre o conceito e posicionamento de uma marca no mercado. Tão importante quanto oferecer o melhor serviço é prestar o melhor atendimento. Mas, poucos gestores se lembram que toda a equipe contribui para essa percepção do público em relação à marca. A forma de recepcionar o cliente, a organização e o tom de voz – presencialmente e por e-mail -, transmitindo a mesma cordialidade, gentileza e presteza que impulsionou a contratação, demonstram a convergência de toda a equipe em um mesmo propósito.

Mas isso só ocorre quando o clima interno é bom, com uma cultura organizacional positiva e construtiva. Não precisa de muita criatividade para imaginar que um colaborador insatisfeito vai transmitir esse descontentamento para o seu público-alvo. O impacto dessa mensagem negativa para a percepção de valor da marca pode ser inestimável.

Trazendo essa noção de branding para o meio jurídico, a equipe como um todo precisa, literalmente, vestir a camisa e defender a marca. Mas, para isso, a difusão da Missão, Visão e Valores, o famoso, “MVV”, se faz essencial. Outro ponto importante: o processo de seleção. Não basta contratar o melhor profissional do mercado. É preciso que ele tenha afinidade com seu MVV e com a cultura organizacional que existe no escritório ou na instituição.

Além disso, uma marca forte investe em comunicação interna e torna o ambiente de trabalho desejável para o mercado. Com isso, além de reduzir o turnover, o escritório passa a atrair e a reter talentos. Outro aspecto positivo é a efetividade do engajamento dos colaboradores com os processos e resultados.

Com um ambiente e um clima organizacional positivos, cada integrante do escritório será um defensor dele no mercado, difundindo a Missão, Visão e Valores, bem como fiscalizando se todos os procedimentos estão adequados conforme as diretrizes da banca. E, dessa forma, sua marca construirá um posicionamento forte e positivo no mercado, com impacto direto nos resultados financeiros.

Por Fernanda Campos, sócia da dcms Estratégia Jurídica, jornalista, especializada em Economia e Assessoria de Imprensa e graduanda em Direito. Pioneira na atuação em Marketing Jurídico, área que atua há mais de 15 anos, tendo em sua trajetória, o ranqueamento no Anuário da Comunicação Corporativa pelas agências que fundou. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *