O MARKETING COMO ALIADO NA REDUÇÃO DO TURNOVER

8 abril 2019

O processo de seleção profissional requer mais que a análise de habilidades e competências para o cargo vago. Conseguir analisar se o perfil do profissional é adequado para aquele ambiente de trabalho é fundamental para que a seleção seja eficiente e para que o turnover seja mínimo.

Aliás, o turnover pode ser considerado um grande passivo para o escritório, pois o processo de recrutamento é dispendioso. Investe-se muito tempo tanto no processo quanto no treinamento. E, quando se espera que o recém contratado começará a trilhar seus passos sozinho naquele ambiente corporativo, ele pede demissão ou, por não se adequar, é demitido.

Mas, e como o marketing pode ser um aliado na redução desse passivo para as bancas? Primeiramente, é preciso entender como é o clima organizacional do escritório. Feito isso e pontuando os aspectos positivos e negativos daquela cultura corporativa, são trabalhadas ações que enaltecem as características boas daquele ambiente e, concomitantemente, implementam-se atividades visando minar os pontos ruins que, de alguma forma, podem desestimular os profissionais que ali estão.

O marketing, aliado ao departamento de recursos humanos, desenvolve um plano de ações interno que visa promover a satisfação profissional da equipe, atua de forma a organizar os processos de gestão e de liderança, estimula a difusão de conhecimento e, junto com o administrativo, estabelece e apresenta as regras para as bonificações e premiações por atuação individual e conjunta.

Sem contar que essas ações auxiliam o recrutador a identificar as características que mais se adequam ao ambiente visando uma maior efetividade do processo de seleção. É importante lembrar que o melhor profissional do mercado, quando insatisfeito, pode contaminar toda uma equipe, tornando aquele ambiente cada vez pior, minando a confiança da equipe e impactando na percepção de valor da sua marca para o cliente.

Com isso, percebe-se que a alta rotatividade gera insegurança na equipe como um todo. Tal sensação impacta no resultado do trabalho e não é possível se posicionar como o melhor na sua área de atuação, tendo como apoio um time desmotivado. A grande questão é sempre aliar os aspectos da administração e da gestão de pessoas ao marketing, o que impacta diretamente na percepção de valor da sua marca no mercado.

Os escritórios de advocacia, como já mencionado reiteradas vezes, necessitam de uma gestão eficiente. Gestão essa ainda muito embrionária, já que os advogados, ressalvadas raríssimas exceções, não têm noção administrativa e empresarial do seu próprio negócio. Obviamente, essa deficiência vem de um aspecto cultural e educacional resultante do fato de que grande parte das universidades e das entidades de classe jurídicas estimula até hoje. É aquela história clichê de que “para ser advogado basta investir constantemente em conhecimento e ter a carteira da OAB”. É claro que tudo mudou. Faz parte do processo evolutivo. Hoje, os escritórios funcionam como empresa e, como tal, também precisam preocupar-se com o clima interno, tendo como parâmetro o impacto direto de sua cultura organizacional no resultado do trabalho individual e coletivo do escritório.

E, para identificar os tipos de turnover, fazer uma pesquisa de clima organizacional e traçar os planos de ações visando atingir as metas definidas no planejamento estratégico, o marketing, em conjunto com os departamentos administrativo e de recursos humanos, vai direcionar as atividades internas no intuito de organizar o sentido que a equipe deve remar para que todos atinjam os seus objetivos e para que o posicionamento do escritório no mercado seja compatível com toda a expertise dos fundadores e de seu time.

Fernanda Campos é sócia da dcms Estratégia Jurídica, jornalista, especializada em Economia e Assessoria de Imprensa e graduanda em Direito. Pioneira na atuação em Marketing Jurídico, área que atua há mais de 15 anos, tendo em sua trajetória, o ranqueamento no Anuário da Comunicação Corporativa pelas agências que fundou.

Se você tiver dúvidas, sugestões ou quiser conversar sobre Comunicação e Marketing, fale comigo pelo WhatsApp, clicando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *